Dores nas costas podem surgir depois do parto: mito ou verdade?

Nos primeiros dias, desconfortos físicos são normais

Verdade. Embora não aconteçam para todas as novas mamães, alguns desconfortos físicos podem ser sentidos ainda na maternidade. Uma queixa comum é a dor nas costas. A fisioterapeuta Liss Labate, da Pro Matre Paulista, explica que, após o parto e com o início da amamentação, as dificuldades iniciais para posicionar o bebê no peito deixam a mãe desconfortável na cadeira por receio do bebê sair da “pega correta”. “Caso isso ocorra, é importante que, após o posicionamento do bebê, a mãe lentamente se acomode na poltrona, posicione os pés em um apoio elevado e relaxe para que possa aproveitar a magia deste momento único”, informa Liss.

Dores no pescoço também estão entre as queixas mais freqüentes das novas mamães. “É uma sucessão de momentos tensos: o trabalho de parto, o parto em si, o início da amamentação. Nessa situação, o pescoço sofre e algumas mudanças de postura (altura do travesseiro, posição da cama)”, acrescenta a fisioterapeuta.

Outro campeão nas reclamações: o inchaço. Seja pelo ganho de peso na gestação ou pela movimentação de líquidos corporais, é comum ficar com pernas e pés inchados após o parto. “O melhor remédio para esse mal é caminhar. Se teve parto normal, a mulher pode andar no mesmo dia e é recomendável que ande. Calmamente, pelo quarto ou pelo corredor da maternidade”, aconselha Liss. Manter as pernas elevadas quando estiver sentada é outra medida simples que minimiza o desconforto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *