Segundo Filho: Qual é o Momento Certo?

Vários fatores devem ser levados em consideração pelo casal e não apenas a diferença de idade entre os irmãos. Um deles é a alteração na rotina. Se o primeiro filho já tem dois anos de idade ou mais, a vida familiar já possui uma rotina estabelecida que será totalmente alterada com a nova gravidez. Por outro lado, os pais já conhecem os desafios que envolvem uma gestação e irão saber lidar melhor com cada um deles.

O ginecologista e obstetra Dr. Alberto d’Áuria, da Maternidade Pro Matre Paulista, levanta outras questões, como o momento profissional da mãe, em uma reportagem da revista Crescer. Clique aqui para ler.

AmamentAÇÃO: orientações valiosas

Profissionais da Pro Matre Paulista deram informações sobre a amamentação

Na semana passada, aconteceu o 1º AmamentAÇÃO, evento promovido pela Pro Matre Paulista em comemoração ao mês em que se celebra a Semana Mundial do Aleitamento Materno. As famílias que estiveram no Parque do Ibirapuera para participar do evento puderam receber dicas e orientações importantes para garantir o sucesso da amamentação.

Você não teve oportunidade de ir? Sem problema. O blog da Pro Matre Paulista selecionou algumas das dicas das profissionais da instituição que participaram do evento, para encerrar esta série especial. Acompanhe!

“Antes de voltar ao trabalho, a mãe precisa pensar no lugar em que o bebê vai ficar, se há a opção de escolinha no trabalho, se será necessária uma babá… Essa ansiedade gera estresse muito antes do necessário. Quando estiver mais próximo do momento de voltar, a mãe pensa na melhor estratégia. Algumas empresas deixam, inclusive, a mãe sair para amamentar. O ideal é que a mãe veja essas possibilidades um pouco antes”, disse Dra. Carolina Siniscalchi, pediatra da Pro Matre Paulista.

Elaine Cristina dos Santos, nutricionista da instituição, falou sobre o armazenamento de leite para o período em que a mãe voltar ao trabalho.“O leite retirado da mãe pode ser congelado e dura 15 dias nessas condições. É importante ter um estoque com leite dentro dessa validade. Para descongelar o leite, use o banho-maria. Depois de descongelado, o leite dura 12 horas se conservado em geladeira. Orientamos que as mães deem a porção de leite ao bebê no copinho, pois, assim, ele não perde a sucção, o que facilita muito o processo de amamentação e evita que ele se desacostume a mamar diretamente no peito, quando a mãe estiver com ele”, acrescentou Elaine.

Para garantir o sucesso da amamentação, é fundamental que o bebê aprenda a pegar corretamente o seio. “No momento da pega, o ideal é que o bebê abocanhe grande parte da aréola. Com a sucção, ele vai conseguir extrair o leite por completo. Com a mamadeira, a tendência é pegar próximo ao mamilo depois, o que pode causar rachaduras. Utilizar acessórios como o bico de silicone pode prejudicar a mamada, pois muitos apetrechos disponíveis atualmente no mercado não proporcionam o contato direito do bebê com o seio da mãe”, explicou Barbara Pauletti, enfermeira obstetra da Pro Matre Paulista.

1º AmamentAÇÃO: fotos!

Voltar a trabalhar e continuar amamentando. Este foi o tema que norteou o bate papo entre um grupo de mamães e papais com profissionais da Pro Matre Paulista, no último sábado, durante o 1º AmamentAÇÃO.

O evento aconteceu no Parque do Ibirapuera e chamou a atenção dos frequentadores habituais do local. Quem esteve lá certamente gostou da experiência e gostaria de repetir. Quem não esteve, depois de saber do evento, quer saber um pouco mais sobre essa tarde tão diferente.

Pronto: é só acessar a página da Pro Matre Paulista, no Facebook, para ver a galeria de fotos desse dia. Dá para matar a saudade. Dá para saber um pouquinho mais sobre o que aconteceu.

Acesse!

AmamentAÇÃO: evento da Pro Matre Paulista faz sucesso no Ibirapuera

Uma linda tarde de sol, nem parecia inverno. E o Parque do Ibirapuera, em São Paulo, tornou-se palco para um evento bem diferente: AmamentAÇÃO.

No evento organizado pela Pro Matre Paulista, houve um bate papo com profissionais da maternidade

Promovido pela maternidade Pro Matre Paulista, o encontro teve como objetivo reunir mães e profissionais da instituição para falar sobre amamentação, neste mês que celebra, anualmente, a Semana Mundial do Aleitamento Materno.

Ao final do evento, pausa para a foto

Os participantes receberam orientação da obstetriz Barbara Pauletti, da nutricionista Elaine Cristina dos Santos e das pediatras Dra. Thais França Bustamante e Dra. Carolina Siniscalchi. Depois do bate papo, as famílias puderam fazer uma aula de baby yoga, aprendendo movimentos e reforçando o vínculo com seus bebês.

Aula de yoga para mamães e bebês

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)

AmamentAÇÃO: é amanhã!

Dicas sobre amamentação estão no programa do evento, que acontece a partir das 14h

Acontece neste sábado, dia 15 de agosto, a primeira edição do AmamentAÇÃO, encontro promovido pela Pro Matre Paulista no Parque do Ibirapuera, para promover a interação e a troca de experiências de famílias engajadas no aleitamento materno.

A iniciativa ocorre no mês em que se comemora a Semana Mundial do Aleitamento Materno. Neste ano, o tema da semana foi amamentação e volta ao trabalho.

Durante o evento, profissionais da Pro Matre Paulista vão fornecer dicas e responder dúvidas de gestantes, mães, pais e outros integrantes de famílias envolvidas com o tema da amamentação.

As inscrições já estão encerradas. Não perca, na próxima semana, a cobertura do evento aqui no blog!

 

AmamentAÇÃO: você ainda pode se inscrever!

No próximo sábado, acontece a primeira edição do AmamentAÇÃO, encontro promovido pela Pro Matre Paulista para apoiar e incentivar mamães e papais nessa fase tão importante da família. O tema deste ano da Semana Mundial do Aleitamento Materno é a volta ao trabalho, que será debatida na ocasião. O programa ainda terá Baby Yoga e Yoga para Gestantes. Participe!

Data: 15 de agosto de 2015, sábado.
Horário: A partir das 14h
Local: Parque do Ibirapuera (Av. Pedro Álvares Cabral s/n, entrada pelo portão 10,
próximo à ponte de ferro)
Os kits serão entregues aos 60 primeiros participantes que chegarem ao local do evento.

Programação
14h – Abertura
14h30 – Dicas e orientação com equipe multiprofissional.
Temas:
– Estratégia para o retorno ao trabalho
– Critérios para o uso de acessórios e aparelhos que dão suporte na amamentação
– Bate-papo com o Pediatra
15h30 – Baby Yoga e Yoga para gestante.

Para fazer sua inscrição, preencha o formulário que está disponível no site da maternidade. Acesse aqui!

Posso voltar ao trabalho e continuar amamentando: mito ou verdade?

É possível voltar ao trabalho e continuar amamentando

Verdade. Os benefícios da amamentação já são conhecidos e comprovados, tanto para o bebê quanto para a mãe. No Brasil, é cada vez maior o número de mães que aproveitam o período de licença maternidade para manter seus bebês alimentados exclusivamente com o leite materno. As vantagens são muitas:

  • O leite materno já vem na temperatura ideal, esterilizado e não dá trabalho para preparar
  • Protege o bebê contra infecções do aparelho respiratório e digestivo porque contém anticorpos (imunoglobulinas)
  • Desenvolve e fortalece a musculatura facial, melhorando o desempenho das funções de sucção, mastigação, deglutição e fala
  • Reforça o vínculo mãe-filho, favorecendo o desenvolvimento da criança
  • Diminui os riscos de alergia, muitas vezes causadas pela introdução prematura do leite de vaca.
  • Evita o risco de superalimentação, pois contém os nutrientes necessários ao desenvolvimento do bebê, tanto em qualidade quanto em quantidade.
  • Diminui as hemorragias pós-parto, devido à liberação do hormônio chamado ocitocina, que tem a ação de contrair o útero
  • Previne a osteoporose e o câncer de mama, ovário e útero.

No entanto, uma preocupação bastante comum das mães é a possibilidade de manter a amamentação mesmo quando precisam retornar ao trabalho. Este assunto é tão importante que foi escolhido como tema da Semana Mundial do Aleitamento Materno, que é comemorada pela Organização Mundial de Saúde na primeira semana de agosto.

A retirada do leite materno, para ser oferecido à criança enquanto a mãe estiver fora, é uma das principais alternativas para não interromper o aleitamento exclusivo pelo menos até os seus meses.

Para armazenar seu leite, a mãe terá apenas de se adaptar ao processo de ordenha, que pode ser manual ou mecânica, como explica Mercedes Sakagawa, nutricionista responsável pelo Lactário da Pro Matre Paulista. A ordenha manual é a mais indicada, por ser natural e menos agressiva. No entanto, quando a mãe se adapta aos equipamentos mecânicos, pode se beneficiar de um processo mais rápido.

O ideal é que a mãe faça a ordenha após o banho, retirando pulseiras, anéis e relógio, mantendo os cabelos presos com touca ou lenço e colocando uma máscara descartável ou fralda sobre o nariz e a boca. A lavagem das mãos, com água e sabão, deve ir até o cotovelo. Depois, enxaguar bem e secar as mãos com toalha limpa ou papel descartável.

Quanto ao material a ser utilizado para armazenagem (frasco e tampa), lavar tudo com detergente e água corrente. Depois, ferver por 10 minutos, em fogo brando. Se preferir utilizar a bomba tira-leite, fazer o mesmo procedimento. Depois de fazer a ordenha do leite, identifique o frasco com data e horário da coleta. A validade para consumo, na geladeira, é de 12 horas, e, no freezer ou congelador, de 15 dias.

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)

O bebê pode tomar o leite da mãe na mamadeira: mito ou verdade?

Mesmo que volte a trabalhar, a mãe pode manter a amamentação, retirando o próprio leite

Verdade. Terminada a licença maternidade, é possível manter a amamentação, utilizando o armazenamento de leite materno, como explica Maria Mercedes Sakagawa, nutricionista responsável pelo Lactário da maternidade Pro Matre Paulista.

Para armazenar seu leite, a mãe terá apenas de se adaptar ao processo de ordenha, que pode ser manual ou mecânica. A ordenha manual é a mais indicada, por ser natural e menos agressiva (acompanhe abaixo). No entanto, quando a mãe se adapta aos equipamentos mecânicos, pode se beneficiar de um processo mais rápido.

  • Massageie as mamas, utilizando os dedos (indicador e médio), fazendo movimentos circulares no sentido da aréola na mama inteira;
  • Os movimentos para coleta manual devem ser feitos na base da aréola em direção ao mamilo, alterando a posição;
  • Após a massagem da mama, limpe com algodão umedecido em água fervida a região areolar e mamilo (utilizar um pedaço de algodão para cada mama);
  • Em seguida, despreze os primeiros jatos, utilizando novamente um algodão umedecido para cada mama. Esse cuidado é importante para deixar o canal de saída do leite isento de resíduos da retirada anterior.

Papinha pode ser congelada: mito ou verdade?

O ideal é congelar a papinha por até uma semana

Verdade. A vida da mulher contemporânea é bem diferente do que era antigamente. Com a inserção no mercado de trabalho, poucas são as que se dedicam exclusivamente aos cuidados da casa e do filho. Depois de um longo tempo em casa, cuidando do recém-nascido, chega a hora da primeira separação: a mamãe tem que voltar ao trabalho.

Para facilitar a rotina corrida, é possível congelar a papinha do bebê. “Você pode preparar a papinha, esperar duas horas e colocar no freezer para congelar. O máximo que podemos guardar esse alimento é uma semana para não termos muita perda de nutrientes”, orienta Luciana Costa, nutricionista da. Pro Matre Paulista.

A dica é preparar a papinha para a semana inteira e deixá-la no congelador. Mulheres que precisam voltar a trabalhar enquanto ainda estão amamentando também podem aproveitar dessa facilidade. “É possível também para congelar o leite materno por mais ou menos 15 dias, sem problema nenhum”, conclui Luciana.

O leite materno pode ser armazenado: mito ou verdade?

Para a mãe que volta ao trabalho, congelar o próprio leite é uma opção para manter o aleitamento

Verdade. Terminada a licença maternidade, muitas mães se deparam com um novo desafio – como manter o aleitamento materno, mesmo estando fisicamente distantes do bebê? “A resposta para esta frequente pergunta está no armazenamento de leite materno”, comenta Maria Mercedes Sakagawa, nutricionista responsável pelo Lactário da maternidade Pro Matre Paulista.

Para armazenar seu leite, a mãe terá apenas de se adaptar ao processo de ordenha, que pode ser manual ou mecânica. A ordenha manual é a mais indicada, por ser natural e menos agressiva (acompanhe o procedimento no box). No entanto, quando a mãe se adapta aos equipamentos mecânicos, pode se beneficiar de um processo mais rápido.

Tirando o leite

Massageie as mamas, utilizando os dedos (indicador e médio), fazendo movimentos circulares no sentido da aréola na mama inteira;

  • Os movimentos para coleta manual devem ser feitos na base da aréola em direção ao mamilo, alterando a posição;
  • Após a massagem da mama, limpe com algodão umedecido em água fervida a região areolar e mamilo (utilizar um pedaço de algodão para cada mama);
  • Em seguida, despreze os primeiros jatos, utilizando novamente um algodão umedecido para cada mama. Esse cuidado é importante para deixar o canal de saída do leite isento de resíduos da retirada anterior.