Alergias: as mais comuns são respiratórias

Na série “Alergias”, estamos vendo tudo que pode causar e como tratar as alergias que atacam crianças e bebês. O conteúdo original desta série foi publicado no Anuário Caras do Bebê, produzido por profissionais da Pro Matre Paulista.

As alergias mais frequentes e mais temidas estão relacionadas ao aparelho respiratório, no qual a criança apresenta um quadro semelhante a uma gripe ou um resfriado, com nariz trancado, tosse, dificuldades para respirar e outros sintomas conhecidos por deixarem as mamães sem dormir por várias noites.

No caso das alergias respiratórias, normalmente o fator externo desencadeante pode ser, na verdade, uma soma de elementos: poluição ambiental, fumaça de cigarro, presença de animais domésticos, poeira, bolor, ácaros, e muitos outros.

“Na maioria dos casos, é difícil detectar com precisão o que causa alergia na criança”, comenta o neonatologista Francisco Brás, explicando que os testes de alergia não costumam ser conclusivos para crianças com menos de dois anos de idade. “Até essa fase, o organismo da criança é imaturo em vários aspectos e os fatores hereditários que determinam as reações a elementos externos podem não ter se manifestado ainda.”


Podemos ajudar?

Fale conosco pelo
WhatsApp.

Whatsapp

Agende visitas, marque
consultas e mais.

Acesso rápido

Skip to content