Navegação de Posts

*/ ?>

É verdade que bebês podem ter espinhas?

Sim. A acne (espinhas) pode aparecer do bebê e não é exclusiva dos adolescentes e adultos.  O distúrbio é provocado pelo funcionamento excessivo das glândulas sebáceas e pela obstrução da abertura do folículo pilosebáceo, que origina os cravos. Geralmente, a acne neonatal aparece entre a terceira e a quarta semana e atinge aproximadamente 30% dos recém-nascidos.

As espinhas e os cravos, pretos ou brancos, são comuns em bebês com uma predisposição genética. Elas são ocasionadas pela liberação dos hormônios maternos durante a gravidez e a amamentação. Essa reação à transferência dos hormônios da mãe é normal e pode durar até seis meses.

A acne não é grave e nem causa cicatrizes no bebê. Por isso, não esprema essas lesões rostinho do seu filho. Isso pode marcar a pele dele. Também não é recomendável usar pomadas ou óleos para bebês, pois eles podem agravar o caso. O melhor tratamento é lavar bem a pele com sabonete comum e esperar que os cravos e espinhas desapareçam espontaneamente.

Se o problema não passar após os seis meses de vida, leve seu filho a um dermatologista. Esse profissional poderá trata-lo com alguns medicamentos leves, específicos para a pele do bebê. Atenção! Bolhas ou espinhas com pus, em qualquer parte do corpo do bebê, podem ser sintoma de herpes viral. Faça sempre um exame cuidadoso no corpo da criança e procure um médico para indicar o melhor tratamento. Esclareça todas as suas dúvidas com esse profissional e não se automedique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *