Navegação de Posts

*/ ?>

Bebês não podem comer peixe: mito ou verdade?

Na verdade, alguns estudos apontam que há nutrientes importantes nos peixes, responsáveis pelo desenvolvimento do cérebro, nervos e olhos.  Por causa desse mito, muitos bebês não estão acostumados a ingerir as quantidades ideais desse alimento – a recomendação dos especialistas é de duas porções por semana.

Peixes são ricos em ácidos graxos, como o ômega-3, um tipo de gordura benéfica para o organismo. Além de favorecer o funcionamento do cérebro, esse nutriente ajuda a prevenir doenças coronarianas, controla a pressão arterial, reduz o colesterol ruim e o triglicerídeos.

Por essas razões, é preciso criar o hábito de ingerir peixes e frutos do mar, pois podem trazer benefícios para pessoas de todas as idades. Até os 5 anos de vida, a criança não desenvolve preferências alimentares. Esse é momento mais adequado para incluir esses alimentos na papinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *