Navegação de Posts

*/ ?>

Agasalhar demais o bebê pode ser perigoso: mito ou verdade?

É verdade. Antigamente, logo depois de nascer, a criança ficava enrolada em muitos lençóis e cobertores durante dias. Esse costume parece ter influenciado algumas mães, que ainda se preocupam excessivamente em aquecer recém-nascido nos dias mais frios. Além de correr o risco de sofrer de Hipertermia (incapacidade de reduzir a produção de calor corporal), os bebês agasalhados mais do que o necessário se sentem desconfortáveis e irritados.

O suor é um bom indicador de que seu filho está com calor. Se as roupinhas estiverem molhadas, ele pode ficar resfriado e ter brotoejas. Outros sinais de que o bebê está muito agasalhado são: inquietação, rosto vermelho, transpiração e febre.

O sistema que regula a temperatura do corpo do bebê (sistema termorregulador) ainda está em desenvolvimento nos primeiros seis meses de vida. Por isso, é importante não deixá-lo sentir frio ou calor em excesso.

Lembre-se que em dias mais frios o bebê pode apresentar um pouco de febre por estar muito agasalhado. Tire uma peça de roupa dele, e, depois de meia hora, confira se a temperatura voltou ao normal. Provavelmente, a febre terá passado. Se isso não ocorrer, leve-o ao médico imediatamente. Nunca medique a criança sem a orientação de um profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *