Navegação de Posts

*/ ?>

É verdade que o Método Canguru faz bem ao bebê?

Verdade. O contato com a mamãe e o papai é fundamental para o desenvolvimento do bebê logo no primeiro dia de vida. Ter um neném prematuro pode ser motivo de muita preocupação para os novos pais. É muito difícil imaginar que seu filhote recém-nascido está em uma incubadora distante de você. Por isso, as melhores maternidades, como a Pro Matre Paulista, desenvolveram o Método Canguru.

Esse nome refere-se ao animal que carrega suas crias em uma bolsa localizada na própria barriga. Criado na Colômbia, há quase trinta anos, o método humanitário aproxima o bebê prematuro de sua família logo após o nascimento. Na prática, o recém-nascido é colocado por alguns minutos no peito ou na barriga dos pais e fica seguro por faixas.

O contato da pele do bebê e dos pais promove uma troca de hormônios, que estimulam o desenvolvimento da criança, como se ela ainda estivesse no útero da mãe. “O fato do calor da mãe manter a temperatura corpórea do bebê e dar estabilidade também permite que essas crianças melhorem a sobrevida e as condições de alta”, explica Dra. Célia Di Giovanni, neonatologista do Grupo Santa Joana.

Além de ajudar a desenvolver o afeto e a segurança entre o bebê e os seus pais, a prática favorece o desenvolvimento neuropsicomotor e o ganho de peso dele. “Os benefícios não ficam restrito aos bebês. As mães ganham com isso e os pais aprendem, desde a maternidade, a ter autonomia no cuidado com os bebês. Quando vão para casa, eles já estão participativos, sentindo que são responsáveis por aquelas crianças”, acrescenta a neonatologista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *