Mulheres podem desenvolver diabetes na gestação: mito ou verdade?

Verdade. Mulheres que nunca tiveram alterações glicêmicas podem, durante a gravidez, desenvolver o chamado diabetes gestacional. Este quadro surge, em geral, na segunda metade da gestação e costuma estar associado ao ganho exagerado de peso. Embora possa ser um problema passageiro, localizado apenas na gravidez, algumas mulheres podem persistir com essa alteração depois do parto.

O dia 14 de novembro é dedicado ao Dia Mundial do Diabetes. No aspecto da obstetrícia, o diabetes representa uma das principais complicações do período gestacional. Os principais fatores de risco são mulheres com sobrepeso ou obesidade, sedentárias, idade acima dos 35 anos, histórico de diabetes em parentes de primeiro grau, antecedente de síndrome dos ovários policísticos, história de gestações anteriores com fetos grandes, polidrâmnio (aumento do líquido amniótico), hipertensão arterial ou pré-eclâmpsia e eclâmpsia. Algumas medicações também podem causar o aumento da glicemia, como o uso de corticóide.

As medidas mais indicadas para evitar o diabetes gestacional são o controle de peso, a manutenção de uma atividade física (desde que orientada pelo obstetra responsável pelo pré-natal) e a atenção a sintomas como fadiga exagerada, aumento do volume urinário e sede em excesso. “É fundamental relatar a seu obstetra qualquer alteração desse tipo”, comenta o obstetra Dr. Luiz Fernando Leite, da Pro Matre Paulista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *