Mitos e verdades sobre a amamentação

As dúvidas sobre a amamentação podem ser muitas, mas não devem dificultar esse ato tão especial entre mãe e bebê

A boa vontade e a disposição de amamentar seu bebê pode não ser suficiente para lidar com as dúvidas que surgem, especialmente quando a família recebe alta da maternidade e vai para casa. A pediatra e neonatologista Monica Carceles, da Pro Matre Paulista, explica que esse tipo de situação é comum e até esperada, uma vez que a ansiedade pode ser um inimigo importante nessa fase de início da amamentação.

Mulher com implante de silicone consegue amamentar?

É possível amamentar mesmo após cirurgia plástica nas mamas. Tudo depende da técnica utilizada nessa cirurgia. Os procedimentos que intereferem nas aréolas (área em torno dos mamilos) têm maior chance de lesar os ductos por onde passa o leite e dificultar a amamentação.

Mulher que fez redução de mamas consegue amamentar?

A redução mamária, normalmente, pode interferir na amamentação. Toda mulher que deseja amamentar deve conversar com seu cirurgião plástico, antes da cirurgia, para orientação e escolha da técnica a ser utilizada.

É normal, nos primeiros dias, o peito ficar tão cheio de leite que o bebê não consegue mamar?

Sim, isso pode acontecer porque a pele das mamas, depois da “descida” do leite, pode ficar tão esticada que dificulte a “pega” correta do bebê. Ordenhar um pouco do leite antes de oferecer o seio, para deixar o bico mais flexível, é uma alternativa. À medida que os dias vão passando, o organismo da mulher começa a regular a quantidade de leite produzido à necessidade do bebê e essa sensação de mama inchada vai desaparecendo, mas a produção de leite continua a ideal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *