Gestantes devem reduzir a atividade física: mito ou verdade?

Exercícios sem impacto são os mais indicados para a fase da gestação

Mito. Fazer exercícios é fundamental para a saúde da gestante e, consequentemente, do bebê. Não há dados que indiquem que a mulher grávida precise limitar a intensidade de exercícios e submeter-se a frequências cardíacas mais baixas. “Para as mulheres sem nenhum risco adicional na gestação, é totalmente recomendado exercitar-se durante a gravidez, com treinamento leves ou moderados”, comenta Dr. Alberto d´Auria, diretor de Relacionamento Médico da Pro Matre Paulista.

– Mulheres que já praticavam atividade física podem, em geral, manter a intensidade dos treinos anteriores à gravidez.

– Exercícios como ciclismo e natação minimizam os riscos de danos ao corpo e são mais fáceis de serem mantidos durante a gestação.

– No caso da natação, nade fazendo atividades simples na água, mas não utilize o estilo borboleta.

– A hidroginástica é bastante recomendada para gestantes, já que o corpo na água se torna mais leve, ficando livre dos impactos e da força da gravidade. É um excelente exercício para desenvolver o tônus muscular.

– Outra boa pedida é a caminhada. Caminhe três vezes por semana em dias intercalados e por um período de 30 minutos, no mínimo, mas não o faça logo após as refeições e nem se exceda se estiver fazendo muito calor.

– Nesta fase, não são recomendados os esportes e as atividades nas quais possam ocorrer choques ou atritos entre você e pessoas ou você e objetos (bola, colunas de sustentação, móveis, raquetes etc.)

Peça orientação para seu obstetra e faça da atividade física uma aliada contra o excesso de peso e a favor de mais qualidade de vida na gestação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *