Navegação de Posts

*/ ?>

Recém-nascidos já têm o olfato aguçado: mito ou verdade?

Quando o bebê estiver maior, vale a pena deixá-lo na cozinha, enquanto prepara os alimentos

Verdade. O olfato é o mais avançado, entre os cinco sentidos presentes em bebês. Já no momento do nascimento, ao contrário da acuidade visual, audição ou tato (que requerem algum tempo para se aprimorarem), o sentido do olfato é bastante desenvolvido, e também através do cheiro uma criança reconhece sua mãe. “É pelo cheiro que ele percebe sua presença, até mesmo no escuro”, comenta Dr. Paulo Roberto Pachi, neonatologista da Pro Matre Paulista.

Com o tempo, ela começa a reconhecer o cheiro de outros membros da família. Rapidamente, reconhece o cheiro da papinha e das frutas. Com o tempo, ele desenvolve uma compreensão de todos os cheiros ao seu redor.

Por terem o olfato tão aguçado, bebês não devem ser expostos a odores muito fortes, como perfumes e demais cosméticos, produtos de limpeza e muito menos fumaça de cigarro. O bebê também pode ter seu apetite estimulado pelo cheiro. Quando possível, deixe-o na cozinha enquanto prepara a comida. Se abre o seu apetite, por que não funcionaria com ele?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *