Navegação de Posts

*/ ?>

Posso reduzir minhas chances de contrair infecções: mito ou verdade?

A higiene frequente das mãos é uma das principais medidas de segurança contra infecções

Verdade. Infecções são sempre um problema, e isso é ainda pior quando falamos de grávidas e de bebês. Mas existem medidas simples que podem ajudar a evitar o contato com microrganismos que podem causar doenças. Esses cuidados devem ser permanentes, segundo Dra. Rosana Richtmann, infectologista da Pro Matre Paulista, mas se tornam ainda mais importante nesta época mais fria do ano, quando as infecções do trato respiratório costumam ser mais frequentes.

Acompanhe:

1)    Higiene das mãos: é a medida mais eficaz no controle da infecção hospitalar e deve ser incorporada por todos, em casa, no trabalho ou mesmo na rua. O ideal é usar álcool gel sempre que chegar da rua, antes de se alimentar, depois de usar o banheiro. Lavar as mãos com água e sabão já é suficiente.

2)    Álcool gel: tenha sempre um pequeno frasco na sua bolsa. Nem sempre você pode encontrar uma pia para lavar as mãos, por exemplo, se for fazer uma refeição na rua. Nessas circunstâncias, ter o álcool gel resolve a questão.

3)    Mãos limpas, bebê saudável: se você tem bebê, lave suas mãos sempre antes de iniciar os cuidados com ele. Nunca se esqueça de lavar suas mãos depois de trocar a fralda.

4)    Circulação restrita: pessoas que já estão infectadas devem evitar circular em ambientes de grande aglomeração, para não espalhar vírus e bactérias. Se precisar sair, use máscara.

5)    Etiqueta da tosse: se tossir ou espirrar perto de outras pessoas, não coloque suas mãos na frente do nariz ou da boca. Use o antebraço: isso evita que as partículas se espalhem, sem que você utilize sua mão para isso, já que depois vai manipular objetos e pode espalhar os germes dessa forma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *