O tratamento de prematuros evoluiu nos últimos anos: mito ou verdade?

Verdade! E as evidências são muitas, como a sobrevida muito maior para bebês nascidos antes do tempo, geralmente com baixo peso. Ao longo do mês de novembro, o blog da Pro Matre Paulista e nossas redes sociais dedicaram espaço à informação sobre esse tema, já que, no dia 17 de novembro, comemora-se o Dia da Prematuridade.

Nos últimos anos, o tratamento dos bebês prematuros têm se desenvolvido muito. Há cerca de 10 anos, um bebê com menos de 750 g tinha uma sobrevida de 15 a 20%. Hoje, esse número chega a 40%. Para os bebês acima de 1 kg, a chance de sobrevida é de quase 100%.

Na Pro Matre Paulista, várias práticas contribuem para alcançar resultados tão positivos: equipe multidisciplinar altamente especializada, estrutura planejada para garantir o atendimento adequado aos bebês com esse perfil, comparativos frequentes com instituições de referência do exterior, adoção de práticas de humanização, como Método Canguru, importantes auxiliares no tratamento dos bebês.

Por essas e muitas outras razões, nossa maternidade é hoje uma referência nacional no cuidado com prematuros.

Para saber mais sobre o tema, leia também:

É possível amamentar bebês prematuros?

Gestação de risco oferece maior chance de prematuridade: mito ou verdade?

Método Canguru ajuda no desenvolvimento de prematuros: mito ou verdade?

Prematuros podem ser vacinados: mito ou verdade?

Fisioterapia faz parte do tratamento de prematuros: mito ou verdade?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *