Dar analgésicos antes da vacina afeta a ação do imunizante: mito ou verdade?

Verdade. Um estudo publicado na revista científica inglesa The Lancet analisou 459 bebês: metade recebeu doses preventivas de paracetamol e a outra metade, não. No grupo em que o remédio foi administrado, a fabricação de anticorpos foi menos eficiente. Mas há exceções, como a vacina meningocócica B, que provoca reações frequentes e, por isso, o fabricante já previu o uso antecipado de analgésicos e antitérmicos, sem observar prejuízos.

O portal da revista Crescer entrevistou Dra. Rosana Richtmann, infectologista da Pro Matre Paulista, sobre este e outros temas relacionados à vacinação de bebês e crianças.

Para ler a reportagem completa, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *