Gestante deve evitar excesso de chocolate: mito ou verdade?

Verdade. Quando consumido em excesso, o chocolate pode causar alterações das taxas de glicose no sangue, por ser rico em açúcar e gordura, levando ao diabetes gestacional.

A doença atinge entre 7% a 13% das gestantes. Na maioria dos casos, os principais sintomas desse tipo de diabetes se confundem com os normais da gravidez como fadiga, sonolência, aumento do volume urinário e sede. Por isso, é preciso ficar atenta e fazer exames regulares para medir sua taxa glicêmica.

Segundo o Dr. Luiz Fernando Leite, obstetra da Pro Matre Paulista, uma das principais medidas para evitar a doença é não abusar dos doces. É importante consumir, no máximo, porções de até 20 ou30 gramaspor dia, mas não diariamente. O chocolate meio amargo, com 70% cacau, é o mais indicado, por apresentar propriedades antioxidantes benéficas à gestante.

Não é preciso passar vontade, mesmo em épocas como a atual, com farta oferta de chocolate. O adequado é consumir pequenas quantidades desses alimentos e manter uma dieta saudável, composta pro frutas, legumes coloridos, verduras cruas, grãos, laticínios e pouca gordura. Para não cair na tentação, uma dica é não manter doces em casa.

A ansiedade das futuras mamães pode impulsionar o consumo maior. Por isso, muitas vezes, é recomendável encontrar métodos saudáveis para reduzir essa sensação. A prática de exercícios físicos e o controle da glicemia são os principais aliados nessa luta. Previna-se e se você notar sintomas da doença, procure rapidamente seu obstetra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *