Viagem de avião durante a gestação pode aumentar os riscos de trombose?

Às vezes, longas viagens de avião podem gerar certo desconforto, seja pelas poltronas apertadas ou um ar condicionado muito potente. Outro problema comum é o longo período sem movimentar as pernas, questão muito delicada principalmente para as gestantes.

Quando há a má circulação dos membros inferiores, junto a fatores genéticos como obesidade, sedentarismo, hipertensão ou tabagismo, cresce o risco de trombose. Quando se está grávida, esses riscos tendem a aumentar, e por isso cuidados são necessários ao realizar uma longa viagem de avião durante a gestação.

A partir dos sete meses da gestação, muitos especialistas recomendam que as gestantes não viajem de avião. “A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) não permite e, quando as gestantes estão perto de completar o sétimo mês, é feita uma série de recomendações, como o uso de meias elásticas e a ingestão de muita água, mesmo que os casos de trombose na gravidez não sejam tão frequentes. Quando a viagem é imprescindível, é necessário que o médico autorize”, orienta Dr. Luiz Fernando Leite, obstetra da Pro Matre Paulista, em matéria da Revista Claudia.

As gestantes também apresentam um maior risco de desenvolver trombose devido à variação hormonal que o corpo feminino sofre durante a gravidez. “As pernas e os pés também incham, pois, conforme o bebê se desenvolve no útero, a veia cava, responsável pela drenagem das veias da perna, sofre uma compressão”, explica a cirurgiã vascular Dra. Aline Lamaita.

Portanto, é muito importante não ignorar os sintomas, como dores na batata das pernas que não passam em nenhuma outra posição, uma dor semelhante a uma cãibra, inchaço e alteração da cor da pele para tons arroxeados ou vermelhos.

Prevenindo a trombose durante longas viagens de avião

As gestantes podem evitar os riscos de trombose durante longos voos evitando ingerir bebidas alcoólicas, bebendo bastante água e fazendo movimentos com as pernas para ajudar a bombear o sangue. Evitar ficar sentada durante a viagem ou sem se movimentar também pode fazer toda a diferença.

Clique aqui e leia a matéria completa no site da Revista Claudia.

2 ideias sobre “Viagem de avião durante a gestação pode aumentar os riscos de trombose?

    • Marcelle, obrigado pela observação. No caso trata-se do verbo “viajar”, então é com “j”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *