Grávidas podem ter manchas, cravos e espinhas a mais na pele: mito ou verdade?

Verdade!

A cada mês de gestação, uma revolução está acontecendo no seu corpo. Dia a dia, seu bebê cresce e se modifica. Com isso, seu corpo vai se acostumando a elas e dando sinais externos da mudança.

Um cuidado que a grávida precisa ter é com o sol. “Nesse período, a mulher precisa de um cuidado a mais, porque ela possui um risco maior de pigmentar a pele por conta dos hormônios próprios da gestação. O fator de proteção solar deve ser mais alto. Pode variar de paciente para paciente, mas o ideal é que seja acima de 30”, afirma a Dra. Thais Adura Pepe, dermatologista da Pro Matre Paulista.

Nessa fase, também podem aparecer cravos, espinhas e aumento da oleosidade da pele, além de manchas no rosto, agravadas pela exposição ao sol ou a lâmpadas florescentes. É tudo normal, não se preocupe, pois isso ocorre devido às altas taxas hormonais que agem sobre a melanina, uma substância que estimula a pigmentação. Para não deixar marcas, evite “espremer” espinhas e cravos e o uso de produtos impróprios. Peça orientação ao seu obstetra e dermatologista.