Qual a importância do Teste do Pezinho?

Hoje, 6 de junho, é o Dia do Teste do Pezinho. Você sabe por que ele é importante? E mais: você sabe que existem testes ampliados para rastreamento de doenças, oferecidos em instituições como a Pro Matre Paulista?

Para esclarecer estas e várias outras dúvidas sobre o Teste do Pezinho, encaminhe suas perguntas para o Facebook da Pro Matre Paulista. Acesse!

O teste do pezinho pode salvar a vida do bebê: mito ou verdade?

O teste do pezinho permite detectar doenças precocemente, reduzindo seus riscos

Verdade: algumas gotinhas de sangue retiradas do calcanhar do bebê nos primeiros dias após o seu nascimento são capazes de salvar a vida do pequeno. Trata-se do teste do pezinho, um exame importante para diagnosticar precocemente enfermidades que, muitas vezes, demoram para apresentar os primeiros sintomas. Quando elas se manifestam, pode já ser tarde demais para reverter os danos causados.

A realização do teste do pezinho é obrigatória e assegurada por lei desde 1992. Em 2001, o Ministério da Saúde criou o Programa Nacional de Triagem Neonatal, que garante que o exame seja realizado em todo o Brasil pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A partir de 2013, alguns estados passaram a contar com a versão ampliada do teste, que detecta seis doenças em vez de quatro.

Como é feito o exame? “Com a retirada de algumas gotas de sangue do calcanhar do recém-nascido”, explica a neonatologista Dra. Edinéia Vaciloto Lima, da Pro Matre Paulista. Esse local é cheio de vasos sanguíneos, o que facilita a coleta. É importante que o teste do pezinho seja feito entre dois e cinco dias após o nascimento, quando o bebê já está recebendo leite e antes de ter alta do hospital.

Quer saber mais sobre o Teste do Pezinho? Acesse nosso site e navegue nas informações!

Hoje é o Dia Nacional do Teste do Pezinho: saiba mais

Hoje, 6 de junho, é o Dia Nacional do Teste do Pezinho. A realização do teste do pezinho é conhecida e garantida por lei há vários anos. O teste básico detecta quatro doenças – fenilcetonúria, hipotiroidismo congênito, hemoglobinopatias e fibrose cística. Além do teste básico, a Pro Matre Paulista oferece também aos pais os testes Ampliado (com 10 doenças) e o Avançado, que detecta o maior número possível de doenças, com 46 patologias.

Algumas dessas doenças podem causar graves danos neurológicos e até levar o bebê a óbito, enquanto outras só dependem de adequações na dieta. Outras, ainda, indicam a necessidade da introdução ou da não-indicação de alguns medicamentos para que não se manifestem e outras, mais graves, podem dar ao casal a possibilidade de um aconselhamento genético para uma nova gestação.

A amostra de sangue utilizada para os dois testes – básico e ampliado – é a mesma, colhida a partir de 48 horas após a primeira mamada. O resultado do teste ampliado é disponibilizado em um único laudo, em conjunto com o teste básico.

No site da Pro Matre Paulista, você encontra informações detalhadas nfira!sobre os testes Básico, Ampliado e Avançado. Confira!

Teste do Pezinho Ampliado: por que fazer?

Toda gestante ou mamãe já está familiarizada com o teste do pezinho, exame garantido por lei há vários anos e que detecta seis doenças – Fenilcetonúria, Hipotiroidismo Congênito, Hemoglobinopatias, Fibrose Cística, hiperplasia Suprarrenal Congênita (I70H) e Deficiência de Biotinidase. O que algumas pessoas ainda não sabem é que, hoje, é possível prevenir ainda melhor os problemas de saúde do bebê, por meio do Teste do Pezinho Ampliado. A Pro Matre Paulista oferece esta opção de diagnóstico mais completo aos pais.

O Teste do Pezinho Ampliado detecta, além das seis doenças mais conhecidas, também a Galactosemia, a Toxoplasmose Congênita, as Aminoacidopatias (Cromatografia) e a Deficiência de G.6.P.D. Também é possível optar pela realização do Teste do Pezinho Avançado, que detecta até 46 doenças.

Algumas dessas patologias podem causar graves danos neurológicos e até levar o bebê a óbito, enquanto outras só dependem de adequações na dieta. Outras, ainda, indicam a necessidade da introdução ou da não indicação de alguns medicamentos para que não se manifestem e outras, mais graves, podem dar ao casal a possibilidade de um aconselhamento genético para uma nova gestação.

A amostra de sangue utilizada para os dois testes – básico e ampliado – é a mesma, colhida a partir de 48 horas após a primeira mamada. O resultado do teste ampliado é disponibilizado em um único laudo, em conjunto com o teste básico.

Para obter mais informações, entre em contato pelos telefones 3269 2256 ou 3269 2621.