Chegando em casa com o bebê. E agora?

Depois de meses de espera – e de expectativa – chega finalmente o momento de levar o bebê para casa e iniciar a incomparável experiência de criar um filho. E é justamente nesse momento que muitas dúvidas aparecem para mamães e papais. Mais do que isso: muito do que se acreditava como certo, algum tempo atrás, hoje já não é aceito como mais adequado nos cuidados do bebê.

O que fazer?

Para ajudar nesse momento, a Pro Matre Paulista organizou nesta segunda-feira a mesa redonda “Chegando em casa com o bebê. E agora?”, com a participação de profissionais da instituição e também blogueiras que aceitaram o convite para compartilhar suas experiências com os participantes.

A neonatologista Dra. Monica Carceles, da Pro Matre Paulista, abriu o encontro falando sobre a posição ideal para o bebê dormir e a orientação de que o bebê durma no quarto dos pais até os seis meses de idade, medidas indicadas para evitar a chamada Síndrome da Morte Súbita. A enfermeira Rosmaria Pirollo, gerente de enfermagem da Pro Matre, abordou os cuidados com o coto umbilical e deu orientações sobre o banho do bebê.

Também da equipe da Pro Matre Paulista, a psicóloga Mariana Bonsaver levou informações sobre depressão pós-parto e analisou o choro do bebê e por que ele deve ser atendido assim que possível. O encontro também contou com as participações das blogueiras Babi Sabbag, Karen Bussacarani, Rubia Baricelli, além de Henrique Tomaz, que levou a experiência de pai ao debate.

Acompanhe, aqui mesmo no blog, dicas compartilhadas durante o encontro, nas próximas postagens.


Podemos ajudar?

Fale conosco pelo
WhatsApp.

Whatsapp

Agende visitas, marque
consultas e mais.

Acesso rápido

Skip to content