É sempre desconfortável amamentar: mito ou verdade?

Isso é um mito. No último post da série sobre amamentação, Dra. Luelene Ribeiro, pediatra da Pro Matre Paulista dá algumas dicas de como minimizar os desconfortos da amamentação para que você e seu filho possam aproveitar ao máximo esse momento. Para ficar confortável e beneficiar-se de tudo que a amamentação proporciona, é preciso se adaptar a essa nova fase.

A principal dica é alternar as posições até encontrar uma que seja confortável para a mamãe e para o bebê. É comum encontrar dificuldade nas primeiras vezes. A posição mais tradicional é aquela em que a mulher fica sentada e o bebê fica de frente para a mãe, barriga com barriga. Uma variação dessa posição é segurar o bebê colocando o corpinho debaixo da axila da mamãe, com a barriga apoiada nas costelas dele.

É importante começar a mamada pelo peito que foi oferecido à criança na última vez. Isso porque o organismo do bebê precisa ingerir o leite materno nas várias fases de produção durante a amamentação.

O tempo médio de uma mamada, com sucção eficiente, deve ser, em média, de 20 minutos. Essa duração deve servir apenas como referência para perceber se a criança está se alimentando corretamente. Cada bebê tem um ritmo próprio. Tire-o do peito somente quando sentir que a mama está vazia. Depois de colocá-lo para arrotar, ele pode querer mamar novamente. Nesse caso, ofereça o outro peito.

E lembre-se: amamentar é tudo de bom!


Podemos ajudar?

Fale conosco pelo
WhatsApp.

Whatsapp

Agende visitas, marque
consultas e mais.

Acesso rápido

Skip to content