Gêmeos prematuros não podem ser amamentados: mito ou verdade?

O aleitamento materno é um importante aliado para o desenvolvimento dos bebês, inclusive os gêmeos

Mito! Maternidades estruturadas, como a Pro Matre Paulista, possibilitam que as mães de gêmeos retirem e armazenem seu próprio leite, contribuindo de forma decisiva no desenvolvimento dos bebês. “Quando ainda são muito pequenos e não têm condição de sugar, os prematuros são alimentados na UTI com o leite da mãe por meio de uma técnica que utiliza copinhos, com o intuito de estimular o aleitamento materno exclusivo”, explica Dra. Edinéia Vaciloto Lima, neonatologista coordenadora da UTI Neonatal da Pro Matre Paulista.

Superada essa fase, a mãe pode iniciar a adaptação do aleitamento direto no seio, e em geral é capaz de amamentar ambos durante o período indicado de pelo menos seis meses.

O desenvolvimento de gêmeos (trigêmeos e até quadrigêmeos) está muito vinculado à idade gestacional com que vieram ao mundo. Os chamados pré-termo tardios (nascidos com mais de 34 semanas) normalmente não demoram a ganhar peso e em poucos meses atingem o desenvolvimento dos bebês nascidos no tempo esperado.

Já os nascidos com menos de 34 semanas de gestação podem demorar mais tempo (até 18 meses de vida) para atingir o padrão normal de peso e comprimento. Entre gêmeos, as diferenças de desenvolvimento também estarão ligada a idade gestacional, tamanho e peso que eles nascerem, e  podem ser diferentes entre os irmãos.


Podemos ajudar?

Fale conosco pelo
WhatsApp.

Whatsapp

Agende visitas, marque
consultas e mais.

Acesso rápido

Skip to content